Do sertão: Nhambuzim

15 06 2008

“Nhambu canta até hoje, avisando o povo que a noite está para chegar. Que já é hora de largar o trabalho. Que já é hora de descansar, hora de festa, hora de cantoria. Tem gente que chama de nambu, inhambu. Nós o chamamos de nhambuzim”
(extraído de www.nhambuzim.com)

Estava eu em mais uma das minhas andanças para o documentário sobre universo musical de Guimarães Rosa quando o canto se enlaçou em meus ouvidos. Era uma noite fria de junho. E o Instituto de Estudos Brasileiros estava vazio. Mas, o pássaro feito em gente teimava em solfejar as histórias de um reino nem tão distante. Feito de sequidão de clima, porém riqueza de cultura. Feito de poesia, porém verdade.
Feito de genialidade rosiana. Continue lendo »

Anúncios